Guia Prático

Como funciona o tratamento de água?

Entenda como funciona o processo nas estações de tratamento de água no Brasil

tratamento de água

A água é a substância mais comum do planeta Terra, correspondendo a 71% da sua superfície. Sem ela, os seres vivos conhecidos hoje, não existiriam, assim como os seres humanos. Composta por dois elementos químicos, a fórmula da água é H2O. O que significa que ela é composta por dois átomos de hidrogênio e a um de oxigênio (H – O – H). Entretanto, é quase impossível encontrá-la neste estado tão puro e por esse motivo, requer o tratamento de água para o consumo.

Toda a água encontrada na natureza (natural) possui sais dissolvidos em sua composição, como por exemplo, o cloreto de sódio. Esta referência é válida tanto para a água do mar (que possui maior salinidade), quanto para a água de rios e cachoeiras, por exemplo, consideradas como água doce (que possui menor salinidade). Mais um motivo que justifica o tratamento de água, não só para o consumo, mas também para outras utilizações.

As melhores dicas para economizar água

Mas afinal, o que é água potável?

Para ser considerada como potável ela não deve representar nenhum prejuízo à saúde dos seres humanos ao ser ingerida. Ou seja, pode ser consumida pelo homem! Mas não basta que ela seja de água doce, para ser considerada como potável. Inclusive, do total de 2,5% de água potável no mundo, apenas 0,77% estão disponíveis – excluindo aquelas das calotas polares. Mas ainda assim, não preenchem todos os requisitos.

Além de estar livre de substâncias nocivas ao organismo, a água potável precisa ser incolor (sem cor); inodora (sem cheiro) e insípida (sem sabor). Por isso que as águas de rios e lagos são consideradas impróprias para o consumo, além de possuírem diversas substâncias e microorganismos que não podem ser vistos a olho nu.

Portanto, recomenda-se o tratamento de água e, após este procedimento, ainda existem testes exigidos pelo Ministério da Saúde, de forma a garantir a potabilidade da água. Estes padrões de teste incluem análise de coliformes fecais, substâncias químicas, radioativas e de pH. Tudo isso faz parte da política de saneamento básico do país, que tenta garantir que o esgoto tenha um destino adequado, assim como haja o devido tratamento de água para que ela chegue com qualidade às casas dos brasileiros.

Sabia que as máquinas lava-louça ajudam a economizar água?

Como funciona as etapas do ciclo da água

tratamento de água
Créditos: Incatuk

O ciclo da água na natureza está em constante transformação, passando por diversos estados: líquido, sólido e gasoso. As etapas do ciclo da água acontecem por meio dos processos de evaporação; condensação; precipitação, infiltração e transpiração.

Estação de Tratamento de Água: o que são e como funcionam

As Estações de Tratamento de Água, também conhecidas como ETAs, são os locais destinados para a purificação e tratamento de água. Nestes locais a água é captada e, através de um processo específico, tornam-se próprias para o consumo humano.

Normalmente a captação é feita em rios ou represas e ao fim das etapas de tratamento da água, vão para o sistema de distribuição, até chegar nos reservatórios das cidades e, consequentemente, das casas.

O processo de tratamento da água são físicos e químicos e, independente de qual a ETA, são bastante similares, devido às normas e padrões exigidos pelo Ministério da Saúde. Veja como funciona o tratamento de água de acordo com o Instituto Trata Brasil, uma Organização da Sociedade Civil de Interesse Público.

Etapas de Tratamento de Água

estação de tratamento de água
Crédito: Unsplash

São 8 as etapas para que o processo de tratamento de água seja concluído e ela esteja própria para o consumo humano, considerando o preparo de alimentos, higiene pessoal, lavagem de roupas ou mesmo para o uso em empresas e indústrias. Vale ressaltar que, mesmo após estas etapas, ainda é recomendado o uso de um filtro ou purificador de água em casa.

  • Captação: esta é a primeira etapa de tratamento de água. Normalmente a captação acontece em rios ou represas e, em alguns casos, por meio de poços perfurados. Nesta fase há uma espécie de gradeamento, que impede que elementos sólidos como galhos, troncos, e folhas entrem na Estação de Tratamento de Água. Nesta etapa também acontece a desarenação, em que a água fica parada para que sedimentos (como areia) vão para o fundo, melhorando assim o processo de pré-tratamento da água.
  • Adução: após o procedimento de sedimentação, a água é bombeada para a ETA por meio de bombas. O que corresponde ao transporte de água manancial até a próxima etapa.
  • Coagulação: as pequenas partículas que não sedimentaram serão tratadas nessa etapa. São adicionados coagulantes químicos (sulfato de alumínio) para que haja a união dessas partículas de impurezas. Desta forma é possível realizar a remoção com a decantação.
  • Floculação: nesta etapa de tratamento de água é utilizado um agitador mecânico durante mais ou menos 30 segundos, com a finalidade de dispersar o coagulante. Assim há a formação de flocos e coágulos maiores e mais pesados.
  • Decantação: novamente por meio da gravidade, os sólidos sedimentados serão separados para dar continuidade ao tratamento de água. Desta forma, aqueles que ficaram no fundo acabam por serem removidos como Iodo e os afluentes (livres de sólidos) decantam pelo vertedouro.
  • Filtragem: assim como o nome sugere, acontece. A água vai passar por filtros que possuem camadas de areia grossa, fina, cascalho, pedregulho e carvão. Essas etapas de tratamento da água retêm impurezas.
  • Desinfecção: nesta etapa faz-se a adição de cloro líquido para eliminar as bactérias e, em seguida, também é adicionado flúor. É durante esse processo que também se faz o controle do pH da água.
  • Reservação: com a conclusão da etapa anterior, a água vai para uma espécie de reservatório com duas finalidades, sendo a primeira de a de manter a regularidade do abastecimento e a segunda, atender a demandas excessivas (falta de água).
etapas do tratamento de água
Créditos: Instituto Trata Brasil