Avançar para o conteúdo

Qual foi o primeiro smartphone?

Qual foi o primeiro smartphone

Conheça a história do surgimento dos smartphones

Algumas tecnologias já são tão presentes no nosso dia a dia que esquecemos até de quando sugiram. Poucos devem se lembrar de qual foi o primeiro smartphone, por exemplo. Neste artigo você conhece um pouco mais dessa história e as características deste primeiro aparelho.

O que é smartphone?

O primeiro passo é compreender do que se trata exatamente um smartphone. Afinal, primeiramente apareceu o telefone, no qual você apenas fazia chamadas e em seguida enviava mensagens.

Foi somente depois que algumas transformações foram feitas com o avanço da tecnologia e este aparelho se desenvolveu para algo mais completo. O celular, portanto, passava a combinar recursos de computadores, com atividades através de aplicativos que permitia novas funções. Esta modernização foi denominada de “smartphone”, o que seria “celular inteligente” em uma tradução literal.

O desenvolvimento da ideia

Algo tão complexo como um smartphone não poderia nascer do dia para noite. Foram muitos anos de estudos e planejamento para se desenvolver essa ideia.

Tudo isso começa a evoluir na década de 80, quando a empresa alemã Frog Design apresentou em 1983 um protótipo do que poderia ser um primeiro smartphone. O telefone contava com algumas ferramentas, como contatos, agenda, além das ligações. Esta ideia inclusive foi leva à Apple, mas não chegou a ser comercializada.

Saiba qual foi o primeiro smartphone

Certamente você não deve fazer ideia de qual foi o primeiro smartphone. É comum a maioria das pessoas pensarem em algo como Nokia, iPhone ou outras marcas mais tradicionais no ramo de celulares.

No entanto, o primeiro smartphone comercializado no Mundo foi o IBM Simon. Seu lançamento ocorreu em 23 de novembro de 1992. Era um aparelho grande e pesado, características já comuns de celulares padrões.

Apesar de ficar conhecido como IBM Simon, o nome original do aparelho era “BellShouth”, que tinha como inspiração o IBM Simon Personal Computer. Vindo daí o apelido que se tornou popular.

O grande destaque era que tinha um sistema operacional similar ao DOS, com processador de 16MHz, o que permitia os recursos adicionais que um celular padrão não tinha até então.

Entre as outras características, contava com tela monocromática, com resolução de 160 x 293 pixels e trazia a tecnologia touchscreen, portanto, o acesso era com toques na tela.

Tinha acesso a calendário, fuso-horário mundial, receber e-mails e armazenar agenda. Contava também com um cartão de memória de 1 MB. Era possível também aceitar transmissões de fax.

Na ocasião, o aparelho foi comercializado por US$ 899 caso o comprador assinasse um contrato de dois anos de uso. Já quem não quisesse confirmar este compromisso teria que gastar US$ 1099.

Era possível também trocar mensagens com usuários de PCs. Só que para isso era necessário adquiria a ferramenta Dispatchlt. Este adicional custava cerca de US$ 3 mil.

 

Quem fez o primeiro smartphone?

Criadora do primeiro smartphone, a IBM é uma das gigantes da tecnologia. A empresa foi criada em 1911 e é marcada exatamente por revolucionar diversas áreas.

O sucesso começa ainda nos anos 50, quando era dominante no mercado de computadores científicos. Nos anos seguintes continuava em destaque devido a lançamentos de computadores, processadores e outros produtos que eram bem superiores aos concorrentes.

Até que em 1994 trouxe o primeiro smartphone, colocando mais uma vez o nome na história da tecnologia.

 

IBM Simon não fez sucesso

Apesar da grande novidade e de hoje os smartphones serem sucesso de vendas, o IBM Simon não teve um desempenho tão positivo no mercado. O aparelho fracassou em vendas e por conta disso só ficou disponível para compra por apenas seis meses e depois foi retirado.

O custo, a dificuldade de compreensão do que estava acontecendo e até mesmo a complexidade para ter acesso a todos os serviços contribuíram para que o IBM Simon sequer ficasse marcado na cabeça do consumidor.

Ainda assim estima-se que foi comercializada cerca de 50 mil unidades.

 

Ericsson R380 marcado como primeiro smartphone

A história é sempre cercada de uma disputa de narrativas e isso acontece principalmente na área de tecnologia. Por causa disso vale saber também sobre o Ericsson R380 na história de qual foi o primeiro smartphone.

Isso porque o IBM Simon de fato foi o primeiro, se considerarmos o que avaliamos para de fato um aparelho ser chamado de “telefone inteligente”.

No entanto, o IBM Simon não chegou a receber este nome no curto período de vendas. Era apresentado como uma modernidade, mas não chegou a se colocar como esta nova categoria.

Já o Ericsson R380 foi colocado a venda já como “smartphone” em 2000. Era o primeiro também a rodar com o OS Symbian e tinha o preço base de US$ 700.

Era um aparelho extremamente leve, com 164 gramas. Contava com botões tradicionais, com uma aparência similar aos demais celulares da época. Contava com fuso-horário mundial, armazenamento de contatos, agenda de tarefas, calendários e quando conectado a internet era possível também acessar e enviar e-mails.

Ainda assim, o aparelho tinha muitas limitações comparadas ao que vemos hoje, afinal, para instalar aplicativos não era simples como acessar uma loja digital como nos dias de hoje. Era preciso comprar cartões PCMCIA.

Um dos principais concorrentes do Ericsson R380 era o Nokia 9110, que era mais pesado e assim como IBM Simon não se colocou a venda como um modelo de “smartphone”, embora adotasse recursos diferenciados.

 

Qual foi o primeiro smartphone entre iPhone e Android.

Atualmente o mercado é dominado especialmente pelos modelos iPhone e Android e fica o questionamento de qual foi o primeiro smartphone entre os dois e quando isso ocorreu.

Só que apesar do sucesso, eles foram surgir bem depois dos primeiros smartphones. E nesta corrida particular quem largou na frente foi a Apple.

O primeiro iPhone foi lançado em 2007 e trazia uma opção mais moderna para o mercado, com grandes inovações. O aparelho tinha tela de 3,5 polegadas sensível ao toque, armazenamento de 16 GB e uma Câmera de 2 MP.

Já o Android só foi aparecer no ano seguinte, em 2008. O produto foi lançado pela empresa HTC e ganhou o nome de T-Mobile G1. Sua principal característica era a total integração com os serviços do Google.

Veja também: Como espelhar iPhone na TV