Guia Prático

50 Dicas e Truques de Costura Para Não Perder o Fio

dicas de costura

Fazer costura nunca é fácil, porque envolve paciência e habilidades que nem sempre temos. Veja algumas dicas truques para superar isso!

Você costura? Não? Mas e quando cai um botão da camisa? Há sempre situações em que a gente se vê obrigado a pegar na linha e na agulha. Desenvolver a habilidade de costura é uma questão de sobrevivência, principalmente quando se sai da casa dos pais.

São muitas as coisas que podemos fazer com a costura: desde pequenos arranjos até peças inteiras de decoração ou que tenham utilidade doméstica. Separamos algumas dicas de costura para iniciantes, outras para pessoas com um grau de conhecimento mais avançado e dicas de costura criativa.

50 Truques e Dicas de costura

São dicas de costura para ganhar dinheiro, para fazer roupas legais e até mesmo para apenas arrumar a sua roupa do dia a dia.

1. Linhas simples para bainhas

Fazer bainha na calça é sempre um drama. Quem não tem mãe ou avó prendada acaba caindo nas mãos de costureiras profissionais caras. E, verdade seja dita, a bainha da calça é algo super simples de fazer.

Para fazer bainhas perfeitas em calças, saias e vestidos, você pode traçar linhas retas em uma cartolina grossa, com a ajuda de uma régua. Depois basta dobrar o tecido sobre as linhas do molde e fazer a dobra certa no tecido com o ferro quente.

É como dobrar o papel antes de cortar, para marcar corretamente, sabe? Com isso, ficará muito mais fácil costurar para dentro a parte que não precisa ou até cortá-la com um estilete.

costura à máquina

2. Botões com máquina

Por que pregar botões a mão se você tem máquina de costura elétrica em casa? As máquinas modernas (e as antigas também) são ótimas para dar o acabamento perfeito ao botão. Com elas, seu botão não corre o risco de escapar.

Sem falar que é muito mais fácil e rápido que fazer à mão. E o acabamento ficará muito mais bonito.

3. Esmalte no botão

Falando em botões, uma dicas de costura à mão ótima é passar esmalte de unhas incolor na linha de acabamento de botões e outros pequenos detalhes. Depois de seco, o esmalte fornece uma camada de proteção mais firme, impedindo que a linha rompa ou se desgaste com o tempo.

fio e agulha

 

4. Não consegue passar o fio na agulha?

Esse segredo de como costurar à mão você vai amar. Quem nunca perdeu a paciência tentando colocar a linha naquele buraquinho minúsculo da agulha? O truque para facilitar isso está no seu banheiro.

Um pouco de spray de cabelo, aquele velho laquê mesmo, endurece a ponta do fio, tornando muito mais firme. E o melhor, essa dica funciona para qualquer tipo e espessura de linha.

5. Mantenha a organização

Não tem coisa pior do que você estar atrasada para o trabalho, com a camisa meio abotoada, faltando um botão, correndo pela casa em busca de um kit de costura. Mesmo que você não seja uma pessoa adepta das agulhas, ter um kit em casa faz toda a diferença.

Pode ser um conjuntinho simples, com botões extras, agulhas de diferentes tamanhos, linhas de cores básicas, tesoura, fita métrica e dedal. Porém é importante deixar tudo organizado e junto no mesmo lugar. Assim, na pressa, você consegue ajeitar aquela roupa que pretende vestir sem perder tempo.

kit de costura

 

6. Tenha uma tesoura boa

Tesoura sem fio mais come o tecido que corta. Investir em uma tesoura de costura é uma boa dica. Elas duram bastante tempo e podem ser úteis para diversas coisas.

7. Carretéis grandes

Se usa carretéis pequenos e tem de parar a sua produção diversas vezes para trocá-los, essa dica é para você! Ao invés disso, busque costurar com cones de overloque. E se ele ficar muito grande no pino? Não tem problema!

Você resolve isso usando uma xícara ou caneca como apoio. Basta colocar o carretel dentro do utensílio e prender a ponta da linha normalmente à máquina de costura. O cone formará um ângulo perfeito de 90° graus e a linha se desenrolará normalmente à medida que você for trabalhando.

carretéis

 

8. Margem perfeita

Para uma margem de costura perfeita, você precisa de dois lápis de grafite comuns e um elástico. Junte os lápis e prenda-os com o elástico, de modo que fique bem firme. Isso fará com que tudo que você risca fique com uma linha exterior, traçada pelo lápis secundário.

Isso dará alguns centímetros de sobra no tecido como margem de segurança, para evitar aqueles erros sem querer.

9. Fita métrica

Para não ficar indo e vindo com uma régua ou fita métrica, você pode colar uma daquelas maleáveis na lateral da sua bancada ou mesa de costura. Pode fazer isso com cola quente mesmo.

Isso poupará tempo, quando quiser medir os tecidos. E facilitará seu trabalho caso costure sozinha, sem ajuda de alguém para esticar a fita métrica sobre um tecido muito mole.

fita métrica

 

10. Sabonete e alfinetes

Se você não tem aquele acessório de costura para guardar ou pousar os alfinetes, pode usar um sabonete em barra. Assim, mantém seus alfinetes organizados e com a ponta crava em algo, evitando possíveis acidentes.

11. Quinas em diagonal

Se estiver fazendo uma almofada, corte as quinas interiores em diagonal antes de desvirar a costura. Isso evitará que o tecido fique embolado no lado correto da peça.

12. Desfiado

Para garantir que o tecido de uma bainha não vai desfiar internamente, dobre-o duas vezes antes de fazer a costura. Isso evitará que a linha fique rente ao corte, fazendo com que os desfiados do tecido não apareçam e o fio não corra.

13. Atilhos como guia

Usando a máquina de costura? Os atilhos são ótimos guias, basta pô-los na base da sua máquina. Com isso, você não perde de vista os limites da costura e evita ter de riscar o tecido da costura. Dessa forma, para aumentar e diminuir os limites da costura basta movimentar os elásticos pela base da máquina.

Dicas e truques como esta são excelente para quando você estiver lidando com tecidos brancos, transparentes ou claros demais.

base da costura

14. Separador de carretéis

Sabe aquele utensílio de pedicure que separa os dedos para pintar as unhas sem encostar uma na outra? Você pode usar aquilo para organizar seu carretéis! E se você for uma pessoa fã da organização, poderá fazer isso por cores.

15. Costure o zíper sempre do avesso

O zíper deve ser posto no lado avesso do tecido, para que os acabamentos fiquem invisíveis. A fim de encaixar o zíper do jeito certo e não errar, veja o vídeo abaixo.

16. Almofada de alfinete caseira

Se não gostou da dica do sabonete ou quer algo mais permanente, pode fazer a sua própria almofada de alfinetes caseira com sobras de tecido. Não tem nada para usar de recheio? Coloque palha de aço dentro, fica ótimo e não aparece.

17. Saco plástico

Para costurar tecidos felpudos ou escorregadios, pode usar uma sacola plástica, dessas de supermercado mesmo, para gerar atrito e a deslizar a agulha sem dificuldade. Esse truque funciona bem com plush, veludo ou microfibra.

18. Costura ziguezague

Sempre que precisar costurar elástico, como biquínis ou calcinhas, procure utilizar o ponto ziguezague ao invés da costura reta. Isso garantirá espaço suficiente para o elástico esticar sem rebentar os pontos ou deixar o tecido todo enrugado.

19. Use cola quente

Precisa costurar algo com agilidade e não tem máquina? Use a cola quente. Colar, muitas vezes, pode ser a alternativa à costura.

20. Tesoura ondulada

Muita gente pensa que a tesoura ondulada é para fins decorativos ou brincadeiras de artesanato das crianças. Se enganam, pois não sabem das utilidades deste acessório.

Cortar a beirada de um tecido com o utensílio evita que este desgaste e fique com os fios puxados. Sem falar que esta dica pode economizar o tempo de produzir uma bainha se você estiver com pressa.

21. Virar costuras pequenas e delicadas

Se estiver fazendo costuras pequenas ou delicadas, como roupas de bebê, use uma canudo e uma agulha de tricô para virar as peças sem estragá-las.

22. Meia-calça sempre nova

Quando corre um fio na meia-calça, coloque um pouco de esmalte incolor sobre o local para que o fio não corra mais e abra um buraco. Isso fará com que suas meias durem mais.

23. Na dúvida, alinhave

Passar o alinhave em uma peça antes de costurá-la em definitivo na máquina ajuda a ver como a costura ficará. Se não é muito experiente ou não sente segurança naquilo que está fazendo, passe a agulha com fio pelo tecido enrugado e depois estique. Isso marcará o local a ser modificado.

Se der errado, basta soltar a agulha, puxar o fio e começar de novo.

24. Qual o lado correto do tecido?

Nem todo tecido tem estampa só de um lado ou a gente consegue ver logo qual a parte que deve ficar à mostra. Para evitar costurar partes distintas de um mesmo tecido, verifique o lado que pretende usar antes de começar.

alinhave

25. Escolha tecidos em conta

Falando em tecido, se você é iniciante, nada de meter a tesoura em tecidos caros. Para brincar de erro e acerto, prefira peças baratas, pois as chances de estragar tudo são maiores. E depois, você não vai querer jogar dinheiro fora, não é mesmo?

26. Faltou giz?

Muitas costureiras usam giz para marcar o tecido sem estragá-lo. Se você não tem giz em casa, pode usar um pedaço de sabonete seco, o efeito é o mesmo.

27. Afie as tesouras você mesma

Com o tempo é óbvio que as tesouras de costura perdem o fio e ficam cegas. Para afiá-las sozinha, você pode utilizar folhas de lixa de madeira ou papel alumínio. No caso do papel alumínio, dobre um pedaço várias vezes até ficar grosso. E corte-o com a tesoura até que ela fique com um bom ponto de corte.

lave primeiro antes de costurar

28. Molhe o tecido

Muitos tecidos têm a tendência de encolher depois da primeira lavagem. E se não molhar a peça antecipadamente, correrá o risco de produzir algo que não servirá mais.

Por isso, antes de passar para a costura, faça uma lavagem conforme a indicação do tecido. Após molhar o tecido, espere ele secar antes de utilizá-lo, para garantir melhores resultados.

29. Use a pinça

Ter uma pinça à mão quando for costurar poderá ser mais que útil. Algumas peças são pequenas demais e ficará difícil meter os dedos no caminho. A pinça também ajuda a fazer e desfazer nós, principalmente se você tem as unhas curtas.

30. Use a agulha certa para cada tipo de costura

Se for tricotar, use agulhas próprias para isso. Tentar fazer crochet com a agulha errada só vai deixar você com dor nas costas e problemas nos dedos. Uma ideia bacana é ter as agulhas adequadas guardadas de forma organizadas e com etiquetas. Assim, você não corre o risco de não ter quando precisar!

agulha certa

31. Faça magia

Ficou sem agulha e linha para fazer bainha e está com pressa? Compre fita mágica! A fita é vendida em lojas de corte e costura e custa, em média, R$ 5,00. Parece um rolo de fita crepe, mas se engana quem pensa que não funciona.

O que ela faz é colar o tecido com o auxílio do calor. Basta posicionar a fita entre as partes que você deseja unir e depois pressionar o tecido com um ferro de passar roupa bem quente. O resultado é incrível, afinal não é à toa que é mágica!

32. Costure papel

Precisa praticar os pontos que aprendeu? Não desperdice tecido. Risque os tipos de linha que quer pôr em prática em uma folha de caderno e costure o papel. Assim, fará seu treino de costura sem jogar dinheiro fora.

33. Não compre qualquer máquina

Antes de sair por aí comprando uma máquina de costura, pesquise. Existem diversos tipos e modelos, dos mais iniciantes aos profissionais. Comprar uma máquina muito complexa para fazer arranjos do dia a dia pode ser um erro.

Primeiro, pense qual a sua real necessidade, que uso vai dar a uma máquina de costura e qual o espaço que você dispõe na sua casa. Converse com costureiras profissionais e peça para ver as máquinas funcionando nas lojas antes de decidir.

workshop de costura

34. Faça pequenos workshops

Se você realmente quiser aprender a costurar, ganhar dinheiro com a atividade ou só aprender dicas de costura para enxoval de bebê, pequenos workshops são a salvação. Por serem curtos e segmentados, você aprende apenas aquilo que lhe interessa.

Sem falar que workshops geralmente são muito baratos. Algumas empresas e comunidades oferecem até de graça. Procure na sua vizinhança, você vai encontrar vários! Os workshops também são bons para conhecer outras pessoas interessadas no mesmo hobby ou oportunidade de negócio.

35. Pratique diariamente

Aprender a costurar, cozer, fazer tricô ou crochet não é algo que acontece da noite para o dia. Assim como tocar um instrumento musical, a costura exige muita prática e estudo.

Separe meia horinha todos os dias para praticar aquele ponto mais difícil. Ou faça pequenas peças só para testar suas habilidades. O importante, é não ficar parada!

36. Não jogue seus retalhos fora

Os retalhos são muito importantes no mundo da costura. Eles têm diversas funções. Você pode utilizá-los para fazer acabamentos e remendos, por exemplo. Ou então criar uma peça inteira usando apenas retalhos.

Uma colcha ou uma bolsa de retalhos ficam com um toque muito especial, não acha?

várias agulhas

37. No tricô, use quantas agulhas precisar

Algumas peças de roupa no tricô precisam de mais de duas agulhas. Por isso, convém já ter em mãos o número certo de agulhas e algumas extras. Ter de remover uma agulha do lugar para dar segmento do outro lado pode descarrilhar tudo.

38. Medida certa

Comprar a metragem do tecido errada vai dar prejuízo. Mas você também não pode calcular a metragem pensando apenas no que vai usar para costurar. É preciso deixar margens para mudanças ou até mesmo erros.

Deve sempre calcular uma vez a medida do comprimento da peça, mais 20 centímeros para margens de costura.

39. Não compre tecidos online

O tecido precisa ser visto, sentido e tocado. Comprar online impede que você saiba com certeza qual a textura do tecido. Além disso, a cor na tela do computador pode não ser a mesma ao vivo.

40. Tenha uma conta no Pinterest

Costureiras precisam de criatividade e inspiração. Que lugar melhor para arranjar isso que o Pinterest? Lá, você encontra diversos painéis com pins variados. E ainda pode agrupar as imagens como quiser.

Na falta de inspiração, uma espiada na rede social e estará tudo resolvido.

costure com amor

41. Compre revistas de costura

As revistas de costura são muito boas para iniciantes. Elas trazem exemplos de pontos, conselhos de como utilizar cada agulha para cada tecido e mais. Também é comum vir moldes básicos em algumas publicações.

Isso poupa o trabalho de imprimir e recortar um molde que deseje.

42. Confiança

Na hora de pegar na máquina ou em algum material de costura, só dê início a atividade se confiar em si mesma e sentir-se segura. Ter confiança é muito importante para não errar nos pontos, muito menos cozer tudo torto.

Se ainda não se sente preparada ou hesita ao cortar uma peça, melhor praticar mais um pouco com tecidos baratos ou papéis.

recicle costuras e tecidos

43. Chame as amigas

Criar um grupo de costura ajudará você a se dedicar mais. Também será ótimo para a sua saúde, já que a costura pode ser uma excelente terapia ocupacional. Trabalhar em grupo é bom, pois agrega conhecimento.

O que você não sabe, suas amigas podem conhecer e vice-versa!

44. Escolha moldes fáceis para iniciar

Não vá querer sair fazendo um sapatinho de bebê ou uma saia plissada de primeira. Mesmo que você seja muito boa na costura, se estiver começando, arrisque na simplicidade. Que tal fazer uma blusa godê, que o molde tem poucas curvas?

A base desta blusa é um triângulo de tecido. Depois, é uma peça super leve e soltinha, que combina com várias estações do ano e nunca sai de moda.

45. Aposte em algodão

A gente sempre cai em tentação de escolher tecidos brilhosos, transparentes e sedosos. Mas, verdade seja dita, o algodão é sempre a melhor escolha. É um tecido resistente, fácil de cortar e que não estraga ao lavar.

46. Paletas de tecido

Antes de decidir quais tecidos vai usar em uma peça, faça uma paleta com eles em um caderno. Isso ajudará a visualizar se a combinação de cores e texturas fica boa. Você também pode costurar dois quadradinhos bem pequenos juntos, para ver como fica o resultado.

moldes e paletas

47. Na falta de um molde, use uma roupa

Quer fazer uma camisa, mas não tem nenhum molde? Pegue uma camisa sua no armário, passe-a bem com o ferro e estique sobre um papel pardo. Use a peça de roupa para criar um molde novo. Pode fazer isso com diferentes tipos de roupa: blusas, saias, calças… Só não se esqueça dos detalhes: cós, colarinhos, lapelas, golas e cavas.

48. Apertando bem as casas

Quando fizer casas para botões, certifique-se que estas seguram bem os mesmo. Do contrário, você vai andar por aí com uma blusa ou calça que abrem sozinhos. Ao cozer cada botão, feche-o na sua casa e vista a peça para ver se ele fica no lugar.

49. Recicle e customize

Sabe aquele jeans velho no armário? Não jogue-o fora! Você pode cortá-lo e fazer uma bela saia ou shortinho. Aliás, essa calça pode virar bolsa, capa de caderno, marca-página, carteira e muito mais.

Outras roupas podem ser utilizadas como retalho para pequenos consertos. Pode usar, por exemplo, o pedaço de uma blusa velha para fazer cotoveleiras em uma camisa.

50. Costure com amor

Assim como a cozinha, a costura deve ser feita com amor. Tudo que você sente se reflete no que você faz, por isso não pegue em agulhas e linhas quando não se sentir à vontade com isso.

Amar o que você faz torna aquilo muito mais especial. Se você costura por prazer ou porque precisa, não faz diferenças. O importante é que essa atividade lhe faça bem!

Não se esqueça também de fazer pausas enquanto trabalha. Respirar, beber água e se movimentar ajudam a evitar lesões por esforço repetitivo. Busque manter a sua postura ereta e escolha um ambiente confortável e iluminado, para não forçar a sua visão.

 

 

 

Crédito das imagens: Freepik, Pxhere e Unsplash