Guia Prático

Como Escolher Tênis Para Corrida? Dicas e Mais

como escolher tênis para corrida

Saiba como escolher tênis para corrida corretamente!

Escolher tênis para corrida pode parecer fácil, mas não é. Isso por que não pode ser qualquer par de tênis, muito menos um baratinho e em promoção. Quem começa a correr, precisa optar por um calçado confortável e apropriado a fim de evitar lesões, problemas de postura e desgaste nas articulações.

 

Se você vai começar seus treinos agora, se liga nas dicas que a gente tem para prevenir sua saúde e dar aquele gás nas suas corridas.

Como escolher o tênis ideal para corrida?

como escolher o tênis ideal para corrida

O maior problema de quem está começando a correr ou não corre com frequência está no calçado. Quem nunca tentou dar uma corridinha durante uma caminhada ou um treino e em seguida ficou com dor no pé?

Se você sofre deste problema, saiba que não está sozinho. É muito comum correr com o tênis errado, pois existem marcas e modelos diferentes no mercado. Também é normal que as pessoas não queiram gastar muito em um modelo caro e acabem por usar um calçado que não é ideal.

Porém convém que você invista sim em um tênis bom para corrida. Por quê? Porque correr com um sapato que não é apropriado para tal vai lhe causar consequências a curto e longo prazo. E acredite, isto pode inclusive implicar em cirurgias para reparar articulações e lesões.

Por isso, se você ainda não está convencido, saiba que um tênis bom de corrida vai durar mais. Os modelos desenvolvidos para a atividade são melhores, têm mais reforço e um material de alta qualidade.

Sem falar que você não vai correr todos os dias, então o tênis ganha tempo de descanso. Ou seja, enquanto você não usa, o material volta a sua forma original. Para escolher um tênis bom para você, é bom ter algumas coisas em mente. Então se liga nestas dicas!

1. Invista em marcas

tênis de marca

Comprar um tênis qualquer não é uma boa ideia, como você já viu. Portanto vale investir em modelos de marca. Opte por marcas que sejam referências no assunto, como Adidas, Nike e Asics.

A Adidas, a Nike e a Asics possuem os melhores tênis de corrida do mercado. Ambas as três marcas possuem longa data de investigação e investimento tecnológico na fabricação de calçados para correr. Além disso, a Nike, por exemplo, é famosa pelo seu aplicativo Nike Running.

A empresa possui calçados que até se conectam ao aplicativo para dar a você dados mais concretos do treino, como o seu pace e o nível de intensidade da corrida. Um calçado dessas marcas pode sair caro, é verdade. Mas procure nos locais certos, como lojas outlets ou especializadas em artigos de esporte.

Você pode também comprar online, porém só depois de já ter experimentado o tênis em loja física para saber se é adequado ao seu pé.

2. Experimente o calçado

Outro erro comum da maioria é experimentar apenas um pé. Nada disto! Para saber como escolher um tênis, é preciso sim experimentá-los todos. Na loja física, experimente mais de um modelo.

Ande com os dois pés calçados pelo ambiente. Lembre-se de levar uma meia adequada, dessas que você usaria mesmo para correr.

A única forma de saber se o tênis pode ou não causar bolhas ou desconfortos é vesti-lo, então não fuja disso. Você pode, como falamos, comprá-lo online se for mais barato. No entanto só o faça quando tiver absoluta certeza do modelo e do tamanho.

3. Conheça o seu pé

tipos de pé

Você sabia que existem modelos diferentes para cada tipo de pé? Pois é, as pessoas não têm formatos iguais de pé. Então para saber qual o modelo ideal para você, é preciso saber qual o formato do seu pé. Existem três tipos de pisada: a normal ou neutra, o pé supinador e o pé pronador. Calma, não se desespere, a gente explica cada uma delas abaixo!

Pisada normal ou neutra

É aquela em que o arco do pé tem tamanho normal, ou seja, quando toca o solo deixa a marca de uma leve concavidade que liga a parte dianteira do pé ao calcanhar. Quem tem essa pisada, tem o é uniforme em contato com o chão, sem desvios para dentro ou para fora.

Você pode fazer o teste pisando em molhado em uma toalha seca e escura com o pé molhado. Assim verá como deixa a sua marca. Se ela for uniforme então esta é a sua pisada.

Pé supinador

Também popularmente chamado de pé de bailarina. É a pisada de quem tem um arco mais acentuado, imprimindo no solo uma região estreita entre o calcanhar e a parte da frente do pé. As pessoas com esta pisada costumam forçar mais a parte externa do pé, onde suportam a maior parte do peso. Inclusive, quem tem essa pisada acaba por ter os tênis desgastados na parte de fora.

O problema do pé supinador é que ele pode ser tão agravado que pode provocar joelhos curvos para fora e pouca ou nenhuma flexibilidade do pé. Os corredores com o pé assim precisam de calçados com alta absorção de impactos, daqueles mais flexíveis e com bastante amortecimento.

Pé pronador

É o pé chato, como você já deve ter imaginado. Quem tem essa pisada deixa a sua marca quase que por completo ao caminhar de pés descalços na areia, por exemplo. É o contrário do pé supinador, tem pouco arco e a região medial do pé está quase sempre em contato com o solo.

Por isso, apresenta um excesso de flexibilidade, causando instabilidade ao corredor. Os corredores que têm os pés assim costumam ter os joelhos virados para dentro e sentem dores na parte medial da articulação. Os pés chatos não devem ser calçados com tênis com alto grau de amortecimento, já que eles reduzem ainda mais a estabilidade do pé.

4. Conheça os tipos de tênis

tipos de tênis

Assim como os tipos de pés, os tênis também são variados. Por isso, você precisa conhecer os modelos para poder escolher tênis para corrida adequadamente. Existem pelo menos quatro tipos que se destacam e são eles:

Tênis para controle de estabilidade

Para quem tem o pé pronador ou chato, este é o modelo ideal. Os tênis de controle de estabilidade são normalmente mais rígidos e pesados, para dar mais suporte durante a corrida. Por essa razão, esses modelos são mais robustos e têm mais amortecimento.

Também são bons para pessoas com sobrepeso ou obesos. Os tênis com esta característica evitam que os seus pés rolem para dentro, mantendo a estabilidade em cada passada.

Tênis neutros

Como já diz o próprio nome, os tênis neutros são para as pessoas que possuem uma pisada normal, sem supinação ou pronação. Como o próprio nome sugere, estes são tênis neutros com diferentes níveis de amortecimento. Ou seja, são aqueles perfeitos para os pés que não precisam de suporte para o arco dos pés. Por isso também são os modelos mais comuns e fáceis de encontrar.

Tênis para performance

Os tênis para performance são para dois tipos de pessoas: quem tem tendência a pronação (o pé de bailarina) e para quem já é corredor há um bom tempo. Os modelos para performance são muito leves e estreitos, com diferentes níveis de amortecimento e suporte. Também são modelos mais caros, pois possuim material de maior qualidade e são feitos para resistir melhor ao impacto.

5. Aposte no time que está ganhando

Você já tem um tênis de corrida bom? Então já sabe como escolher tênis para corrida novo! Quando o seu tênis velho chega ao fim da vida, você não precisa comprar um diferente, de outra marca ou até outro modelo. Você pode substituir o tênis pela sua versão atualizada.

Se você já está acostumado a uma marca ou modelo de tênis também não deve mudar. A mudança pode causar dores nas pernas e até mesmo uma crise da famosa canelite. A síndrome do estresse tibial medial ou periostite medial da tíbia tem esse nome porque o principal sintoma é uma dor aguda nas canelas.

Pode não parecer um problema severo e a curto prazo não é. Porém a longo prazo a canelite pode provocar fraturas da tíbia por estresse. Então, se o seu tênis novo provoca essas dores, melhor trocar. E se o seu tênis atual não machuca você e até o ajuda a correr melhor, por que trocar?

6. Cuidado com a numeração

numeração certa do tênis

Jamais, em hipótese alguma, compre um tênis que não seja do seu tamanho. Às vezes as pessoas se empolgam na promoção e levam para casa um tênis maior ou menor que o próprio pé. Tênis pequeno demais pode provocar unhas encravadas, lesões nos dedos e diversos problemas de saúde.

O tênis solto demais também é perigoso, pois você pode inclusive perdê-lo durante a corrida. Por isso é tão importante experimentar o modelo antes de comprá-lo e certificar-se de que ambos os pés do par são dos mesmo tamanho.

7. Entenda as nomenclaturas

Além dos tipos de tênis para os diferentes formatos de pés, existem outras nomenclaturas para determinar especificações em um modelo. Essas especificações dizem respeito ao uso do tênis, como se ele é adequado ou não à corrida no asfalto, por exemplo.

Existem algumas categorias que são mais comuns e você vai encontrá-las nas lojas de esportes com frequência. São elas:

Trail

Os tênis que possuem esta característica são adequados a trilhas e terrenos acidentados. Afinal, quem disse que a corrida tinha que ser apenas na esteira ou na ciclovia? A sua corrida pode ser no parque ou em uma trilha mesmo e, se esse for o caso, você vai precisar de um tênis mais específico.

Normalmente os tênis desta categoria são impermeáveis e possuem dentição por baixo para agarrar melhor aos terrenos com lama.

 

Motion-control

Os tênis com controle de movimento, como vimos, são para controlar a pronação excessiva. Portanto, são modelos mais pesados e duráveis, com solado plano e firme.

São bons para quem usa palmilhas específicas ou tem os pés chatos. Não são adequados para pés supinadores, por exemplo.

Stability

É outra nomenclatura comum quando o assunto é escolher tênis para corrida. Do inglês, stability quer dizer estabilidade e é o nome dado aos modelos bons para os pés supinadores.

Os modelos com esta nomenclatura são mais leves e possuem diversas características para oferecer um controle maior da estabilidade.

Cushion

É um termo usado para tênis de sola macia com mais amortecimento e menor suporte. Muitas vezes os modelos assim têm solado curvo para estimular melhor os movimentos dos pés. São muito bons para pessoas com passada neutra ou com pés levemente curvos. Também são bons para quem gosta de alternar a caminhada com a corrida.

Lightweight

Como diz o nome em inglês, são os tênis mais leves. São modelos adequados para quem quer ter um ritmo mais rápido e já pratica a corrida há mais tempo. Se você tem um pace rápido e procura melhorar seu desempenho, procure por tênis com esse tipo de característica.

8. Peça ajuda a um especialista

Ainda não sabe escolher tênis para corrida? Então consulte um especialista. Perguntar para um ortopedista qual o melhor tênis para você pode ser uma boa forma de se certificar de que fará a escolha certa. Os ortopedistas podem ainda fazer testes para concluir qual a sua passada e qual o melhor tênis para você. Muitos médicos inclusive indicam modelos e marcas específicas. Algumas lojas de produtos esportivos também fazem teste de passada no local.

 

Quando escolher tênis para corrida?

quando trocar de tênis

Para quem corre com uma frequência de duas a três vezes por semana, alternando modelos de tênis, o tempo ideal para escolher um tênis novo é cerca de um ano. Claro que se você possui mais tênis pode ser que os seus modelos durem mais.

Se você usar somete um calçado para correr, ele se desgastará muito rapidamente e terá de o substituir em poucos meses. Por isso também que é bom comprar mais de um tênis de corrida de uma vez só. Alternar sapatos melhora o seu desempenho e aumenta a durabilidade dos tênis consideravelmente.

E convenhamos, o tênis de correr é feito para isso, ou seja, não convém usá-lo para passear no shopping ou para caminhar com amigos. Se você gosta de andar de tênis para todo o lado, talvez seja bom ter tênis diferentes para os seus vários propósitos. Assim você evita de desgastar seu tênis de corrida em outras atividades. 

 

 

Crédito das imagens: Unsplash e Freepik